Equipamento de 361 toneladas estava em Pelotas

O gerador de energia, equipamento destinado à Usina Termelétrica Pampa Sul (Miroel Wolowski), foi transportado de Pelotas até Candiota entre o domingo e a terça-feira, dia 14, em uma mega operação que envolveu diversas equipes e contou com o apoio da Polícia Rodoviária Federal.

Trecho entre Pelotas e Pinheiro Machado – Foto: Simôni Costa

A operação de transporte do equipamento de 361 toneladas teve início nas primeiras semanas de outubro, quando o gerador foi levado do Porto de Pelotas, onde estava desde julho, até a BR 293 até que os reparos necessários na rodovia fossem realizados, a autorização para o transporte fosse emitida e a montagem do conjunto do transportador estivesse concluída.

O gerente socioambiental da UTE Pampa Sul (Miroel Wolowski), Hugo Roger Stamm, destaca que devido ao tamanho e peso do gerador, um planejamento envolvendo diversas equipes especializadas foi necessário para garantir a segurança e o sucesso da operação. “Somando o peso do gerador ao dos equipamentos que realizaram o seu transporte, tivemos mais de 800 toneladas rodando até Candiota, o que representa o transporte mais pesado realizado em rodovias brasileiras. Todos os detalhes foram pensados e planejados para que a operação fosse considerada de sucesso, incluindo reparos em pontes e trechos da rodovia. Contamos também com o apoio da Polícia Rodoviária Federal, a quem agradecemos”, detalha Stamm.

Antes da operação que trouxe o gerador até Candiota, foi necessária a realização do transporte do equipamento do Porto de Pelotas até a BR 293. Na oportunidade, equipes CEEE Distribuição da Regional Sul e de empresas de telefonia prestaram o apoio necessário para diminuir os transtornos para a população da cidade, já que a rota do transporte incluiu as principais avenidas de Pelotas. Agora, conforme explica Stamm, o gerador ficará posicionado na faixa de asfalto que leva até a UTE Pampa Sul (Miroel Wolowski) e que fica no bairro João Emílio, onde o gerador será realocado para uma estrutura de transporte adequada ao trajeto não pavimentado até a Usina.

“Nossa expectativa é que sejam necessários alguns dias de preparativos para a realocação em João Emílio, limitando o tráfego apenas à via local de acesso ao bairro. Outros transtornos para as comunidades de Seival e João Emílio não deverão acontecer, mas estamos atentos para qualquer imprevisto e, em caso de necessidade, comunicaremos qualquer alteração”, destaca Stamm.

Quando a operação do transporte do gerador estiver concluída, uma operação semelhante será realizada, desta vez para transportar o transformador da Usina, equipamento de 233 toneladas e que está no Porto de Pelotas. Eles chegaram ao Rio Grande do Sul por meio do Porto de Rio Grande e foram transportados por uma balsa até Pelotas, evitando o transporte rodoviário em um trecho que não possui condições de trafegabilidade para equipamentos deste porte. “A UTE Pampa Sul (Miroel Wolowski) agradece a compreensão da população por possíveis transtornos que poderão vir a ocorrer”, finaliza Stamm.